sábado, 9 de junho de 2018

"a cena final, em que as imagens dos cães entregues à tempestade alternam com as de Nanook e a família deitando-se no interior do igloo; admirável fecho do filme, em que se dá o exemplo maior do triunfo do homem sobre a natureza - o descanso como produto do esforço mais profundo, a capacidade de suspender o tempo exterior; o sono final de Nanook é, na  verdade, a sua vitória derradeira e o seu acesso à intemporalidade."

José Manuel Costa na folha de sala da Cinemateca Portuguesa de "Nanook of the North" de Robert Flaherty

sexta-feira, 8 de junho de 2018